sexta-feira, 18 de maio de 2012

no bairro do amor

tenho saudades da D. Ana lá do bairro.
tenho saudades do banco do jardim.
tenho saudades de ir apanhar flores do outro lado do caminho.
tenho saudades de demorar 10 minutos a chegar a casa.
tenho saudades das minhas vizinhas.
tenho saudades de fumar a olhar para a "minha" floresta.
tenho saudades do meu quintal, com o deck que eu pus, à custa de muitas bolhas na mão.
tenho saudades do meu pessegueiro.
é a MINHA primeira casa e tenho muito orgulho dela.

quando me mudei, sempre que fumava cá fora emocionava-me por viver ali...no centro, rodeada de verde, numa casa que tinha a minha cara...ainda lá está...ainda é minha (e do banco), mas é habitada por outras pessoas, que não precisavam de tanto espaço como eu.

8 comentários: